Santiago do Chile: Introdução e Centro da cidade

144232_Papel-de-Parede-Bandeira-Do-Chile_1280x800

No final de agosto de 2010 fui visitar o marido que estava em Santiago à trabalho, e uma parte da família (mãe e irmã caçula) aproveitou a onda foi junto porque eu insisti muito. Melzinha tinha acabado de fazer 1 aninho, tinha começado a andar naqueles dias, íamos ver neve e eu no caso, matar a saudade do marido. Era muita ansiedade pra uma pessoa só. Resolvemos de última hora, então tudo foi uma surpresa, não fizemos roteiro e não sabíamos o que íamos encontrar.

Só para nos familiarizarmos, Santiago é a capital do Chile, fica num vale ao lado da Cordilheira dos Andes e tem uma população de quase 6 milhões de habitantes. É uma cidade com um “ar europeu”, muito linda.

Pra começar com o pé esquerdo, quando chegamos no aeroporto, eu esqueci que tinha uma banana na minha mochila, (eu ia dar pra Melissa no vôo) e não declarei. Pra quê!!! Foi o maior perrengue que passei na vida.  A polícia já me tirou dali, fui pra uma salinha sozinha, começaram a me questionar, queriam me multar, comecei a chorar, entrar em desespero, e minha vontade era pegar o próximo vôo para o Brasil e ir embora. Quase que eu como a banana pra não ter mais a prova do crime e eu me livrar daquela situação humilhante. No fim das contas, eles me liberaram, sem multa nem nada, devem ter ficado com dó de mim, que não parava de chorar.  Eu saí correndo dali e já fui me encontrar com o resto do pessoal que já tinham se encontrado com o Rodrigo. Dei um abraço apertado nele e não queria mais pensar no incidente. Afff, eu nem ia contar esse começo desastroso, mas tenho que ser fiel nas publicações né? Lição aprendida (nunca mais levarei banana nenhuma pra viagem), bola pra frente e vamos aproveitar a viagem.

Chegamos tarde da noite, o negócio foi pegar um táxi e ir direto para o apart-hotel. O Rodrigo já estava hospedado e familiarizado com o local e com idioma, então foi muito fácil chegar rápido, tomar banho e dormir.

Acordamos cedinho, estava um friozinho gostoso, e saímos passear pelas ruas de Santiago. Cada parada era um flash, estávamos encantada com a cidade.

61612_443783472009_4396474_n

Família reunida de novo

33678_443783762009_4545383_n

Irmã caçula, Tinha (Nathalia)

33678_443783757009_5289398_n

Mamis linda

33678_443783772009_6376420_n

Euzinha

33678_443783777009_27632_n

Papai e Mel

Resolvemos começar nosso turismo pelo centro. Pegamos o metrô e fomos até a Plaza de Armas, que é o coração de Santiago e  o marco central da cidade. Foi ali que em  1541 o espanhol Pedro de Valdívia fundou a cidade. Sempre movimentada, cheia de árvores, monumentos e bancos. Lá fica a Catedral Metropolitana, que foi consagrada em 1775 e concluída em 1800. Muito linda, deve ser vista com calma, tamanha riqueza que há lá dentro, no entanto não foi o que fizemos. Demos uma passadinha bem rápida e saímos. Na Plaza também tem vários  artistas de rua, um deles nos chamou a atenção. Era desses que parecem estátuas e ficam pintados. Ele estava vestido de minerador, pois fomos logo após o acidente que chocou o país. Hoje sabemos que todos sobreviveram, e a cápsula (Cápsula Fênix II) que içou os 33 mineradores soterrados virou atração turística no Museo Maritimo Nacional.

33678_443783782009_916289_n

Registrando momentos até no metrô        

33678_443783787009_1634584_n

Primeira viagem de metrô da Mel

Em frente a Catedral Metropolitana

Em frente a Catedral Metropolitana

Catedral Metropolitana

Catedral Metropolitana

Catedral por dentro

Catedral por dentro

Cheia de detalhes para ser explorados

Cheia de detalhes para ser explorados

61829_443784087009_5157879_n

Com o minerador

247

Tinha e o minerador

Monumento de um nativo

Monumento de um nativo

Continuamos nossa andança pelo centro na direção do Mercado Central. Cheio de frutas, peixes, frutos do mar, queijos e restaurantes. Pra falar a verdade não achei esse mercado grande coisa. Ele é sujo e fedido. Fico com o nosso Mercadão de São Paulo mesmo.

267

Mercado Central

260

Restaurantes no Mercado Central

Rodrigo numa peixaria

Rodrigo numa peixaria

262

Mamãe olhando as frutas e verduras

265

Peixes

264

Atemoia, ou Chirimoya aqui. Única coisa que levamos. Minha mãe é viciada…heheh.

Saímos do Mercado e andamos no calçadão Paseo de Ahumada, onde tem várias lojas e restaurantes. É uma rua de comércio importante de Santiago. Lá fica uma loja de departamento que A-D-O-R-A-M-O-S, a Falabella. Tiramos várias fotos na frente de qualquer coisa que achávamos engraçado e diferente do Brasil.

Olha a pose da Mel

Olha a pose da Mel

Melissa treinando sua mais nova habilidade

Melissa treinando sua mais nova habilidade

61829_443784107009_1594810_n

Um grude com o papai que estava morrendo de saudades

61829_443784112009_5843511_n

Coisa mais fofa

275

Minha mãe tendo idéias pra Padaria dela

Provando chapéu na Falabella

Provando chapéu na Falabella

258

Paseo de Ahumada

Continuamos nossa caminhada e fomos parar na frente do Palacio de La Moneda, que abriga a sede da Presidência da República do Chile e outros órgãos do governo. Ele fica entre duas praças bem grandes, a Praça da Cidadania e a Praça da Constituição. O palácio começou a ser construído em 1786 para abrigar a casa de moedas do país, daí o nome. Só em 1846 ele se tornou a sede do governo chileno.Durante o golpe de estado de 1973, o edifício foi bombardeado pelos canhões do Exército chileno e por aviões da Força Aérea chilena. O prédio ainda guarda resquícios do golpe militar, que causou a morte do presidente Salvador Allende. Outro destaque é a troca de guarda, que acontece dia sim dia não ás 10h da manhã. De segunda a sexta, pode-se fazer uma visita guiada ao Palácio, mas tem que ser feito um agendamento prévio por email ( visitas@presidencia.cl.), Nós não fizemos, como disse no post anterior, nossa viagem não foi programada. O local abriga também um centro cultural no subterrâneo com várias exposições.

285

Palacio de La Moneda

284

Rodrigo perdido na Praça

283

Caminhando pela Praça

289

Pausa para desscanso

Melissa brincando no canteiro

Melissa brincando no canteiro

286

Pausa para foto

281

Mel e vovó

278

Fonte que a Melissa queria entrar

280

Caminhando

Dali voltamos para o apart-hotel para descansar de verdade. Ainda faltavam duas atrações para fazermos a tarde, o Cerro Santa Lucia e o Cerro San Cristóbal, que contarei no próximo post.

Descansando para mais turismo

Descansando para mais turismo

Uma coisa que preciso falar é que andar com criança não é fácil. A Melissa ficava entre um colo e outro, e de vez em quando dava uns passinhos também. Mas no dia seguinte o Rodrigo não ia andar com a gente, então era um colo a menos. Ficamos apavoradas e resolvemos fomos obrigadas comprar um carrinho no dia seguinte. Outra lição aprendida na viagem, sempre leve carrinho quando viajar com crianças.

Esse post fica por aqui, já rendeu muita coisa. Até a próxima! Besos Besos

Anúncios

3 comentários sobre “Santiago do Chile: Introdução e Centro da cidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s